background img

The New Stuff

Clipe "Kong" de Alexandre Pires ao lado de Neymar e Mr. Catra e acusado de discriminação racial


Alexandre Pires é acussado de descriminação racial
O clipe "Kong" de Alexandre Pires - em que homens negros aparecem vestidos de gorilas - está sendo alvo de investigação da Procuradoria-Geral da República de Uberlândia (MG), onde mora o cantor. A informação foi publicada nesta quarta-feira, 9, pelo jornal "Folha de S.Paulo".

A suspeita que recai sobre o clipe - que tem as participações do jorgador Neymar e de Mr. Catra - é discriminação racial.
Ainda de acordo com o jornal, Pires, Neymar e Catra aparecem cantando o refrão "É no pelo do macaco que o bicho vai pegar". Em alguns trechos, eles próprios aparecem vestidos como gorilas.

O ouvidor nacional da Igualdade Racial, Carlos Alberto Silva Júnior, disse para a "Folha" que o vídeo expõe o negro "à condição de ser inferior", alguém que "não se desenvolveu a ponto de se tornar humano". Com informações Ego.



Postar um comentário

Postagens populares